domingo, 5 de junho de 2011



                                       No decorrer da nossa vida,
                                       nos apaixonamos muitas vezes,
                                       nos entregamos. Tudo passa...
                                       E apenas nos deixam boas lembranças.

                                       Até que conhecemos a pessoa que
                                       faz da tua vida um turbulhão
                                       de sentimentos e sensações.
                                       Do que você pensava que era uma
                                       vida incompleta, hoje, você não se
                                       sente mais sozinha, sabe que existe
                                       uma pessoa que é capaz de tudo
                                       para te fazer sorrir, você sabe que
                                       ao lado dela você está completa,
                                       não sente medo algum, e sim,
                                       sabe que sem ela, você já não é mais nada.
                                       E é dessa maneira, que você aprende
                                       o que é o amor verdadeiro e maduro.
                                       E é assim que eu te digo:
                                       -Giordano Bruno, eu amo você!

                                        Feliz três meses de namoro, meu amor.

Sou completa.







                              Falar de amor pode parecer clichê para algumas pessoas.
                              Algumas dizem que jamais seriam capazes de amar.
                              Outras dizem que não saberiam viver sem o amor.
                              E quando esses dois seres, com pensamentos completamente
                              diferentes, se encotram?
                              Você ainda tem dúvidas do que pode acontecer?
                              Eu não!
                              Pois claro, isso aconteceu comigo, e hoje, posso dizer...
                              Sou completa.

segunda-feira, 9 de maio de 2011

Masturbação.





  


   Bom, o assunto desse desabafo, foi um pedido anônimo, então para vocês: Masturbação.
   Primeira vez que escutei a palavra ''masturbação'', foi aos meus 13 anos de idade, na sétima série, com a professora, acredite ou não, Maria Pinto, conotativo, não?
 

   Maturbação: Realização de todos seus desejos; Matar a saudade; Tesão.


                                     Realização de todos seus desejos.

    Imaginações, nas horas menos apropriadas, ou exatamente no momento que queremos. Imaginações fortes, onde realizamos todos nossos desejos mais proibidos, ou que jamais poderiamos realizar.
    Onde o sangue começa a correr mais forte, calor a flor da pele, e desejo? Querendo suas mãos!
    Mãos que deslizam lentamente onde a vontade é maior. Tuas mãos fazendo exatamente o que tua imaginação manda.


                                     Matar a saudade.


    Por mais que tenhamos sempre alguém junto a nós para matar nossos desejos, sempre há um momento em que a vontade aparece, e estamos sozinhos em um escuro quarto, tendo que satisfazer nossas próprias vontades, e saudade.


                                     Tesão.

    Depois de imaginarmos, de sentir saudade, e querer matar todo aquele tesão, começamos a agir.
    Mãos, dedos deslizando em parte intíma, sentindo todo seu tesão, transformado em estímulos sexuais. Dedos entrando e saindo cada vez mais rápidos, gemidos e calor cada vez mais fortes, querendo logo gozar, mas ao mesmo tempo querendo que aquele momento durasse para sempre.

  

terça-feira, 3 de maio de 2011

Proibido.






    Me lembro, que a vontade era grande, que a imaginação era forte, e o desejo, era incontrolável.
    Com seu corpo a centimêtros de mim, e eu? Praticamente proibida de fazer algo.
    Dizem que quanto mais proibido, a vontade é cada vez maior, pois é, sou prova viva de que isso é verdade.
    Da sua mão passando levemente entre meus seios, da sua respiração ofegante em meu ouvido, e tudo ficando cada vez mais sensível.
    Olhando em nossa volta, porque se alguém visse, é. Era algo proibido.
    Mas nada disso proibia minha vontade de você aparecer, nada. Pelo contrário, era tudo tão forte, seus dedos dentro de mim, sua vontade na ponta da sua mão, e gemidos e sussuros, que faziam com que tudo aquilo ficasse cada vez mais excitante.
   E no final, era apenas eu em meu quarto, matando sozinha a minha vontade de você.

terça-feira, 26 de abril de 2011







  Há algum tempo atrás, liberdade de expressão, era algo extremamente proibido, pessoas deveriam esconder o que elas realmente eram, fazer coisas que eram obrigadas, e esquecer o que realmente queriam fazer.
  Proibir pessoas de serem o que elas são de verdade, é absurdo, dizer o que fazer, o que sentir...em que mundo estamos?
  Pessoas devem fazer tudo que sentem vontade, sentir tudo que devem sentir, sem ter medo de rótulos, preconceitos e descriminação.
  Então se tu é homossexual, negro, modificada, ou tem algum problema físico ou mental, não tenha vergonha disso! Seja o que você realmente é, mostre para as pessoas as tuas vontades e sentimentos, não esconda isso de ninguém, pois se tu se esconder de si mesmo, quem vai sofrer, vai ser apenas você, e pessoas não terão orgulho de ti, pois sabem que tu está mentindo e tem vergonha do que realmente é!
  Seja o que tu tem vontade de ser, e lute por seus ideais.

domingo, 24 de abril de 2011

Do que seria de mim sem você?







                                          Um simples afeto, um carinho.
                                          Que aos poucos conquista uma pessoa por inteira.
                                          Do que seria uma simples amizade,
                                          hoje em dia é tudo.
                                          Muito mais que uma amizade.


                                          Assim que você acorda, teus pensamentos...
                                          São apenas de uma pessoa.
                                          Teus únicos desejos, são apenas dela...
                                          E em questão de segundos, você percebe que,
                                          ela se tornou a tua vida.


                                          Do que seria de mim sem você?
                                          Há alguns meses atrás eu conseguia viver sem a tua presença.
                                          E hoje? Minhas manhãs. tardes e madrugadas,
                                          não teriam mais graça se você não existisse.
                                          E o que seria uma amizade,
                                          Hoje...é o meu amor!

Românticos são poucos.






                                          Românticos são poucos,
                                          românticos são loucos, desvairados.
                                          Que querem ser o outro,
                                          que pensam que o outro é o paraíso.


                                          Românticos são lindos,
                                          românticos são limpos e pirados.
                                          Que choram com baladas,
                                          que amam sem vergonha e sem juizo.
                                          São tipos populares, que vivem pelos bares.
                                          E mesmo certos, vão pedir perdão.
                                          E passam a noite em claro,
                                          conhecem o gosto raro,
                                          de amar sem medo de outra desilusão.
                                          Românticos é uma espécie em extinção.

quarta-feira, 13 de abril de 2011

Melodrama.








                                         Eu sou uma mulher espantada.
                                         O amor me molha toda,
                                         me deixa com dor nas costas.
                                         E diz no fundo que gosta,
                                         e no fundo ele tem razão.


                                         O amor tinha que ser mais uma contradiçao,
                                         tinha que ser verdadeiro, confuso ou biscateiro,
                                         como em toda situação.


                                         Tinha que ser remorso,
                                         e um querer e não posso, e toda essa aflição.
                                         Tinha que me dar pancadas,
                                         e eu cantar ''não dói nem nada'',
                                         com um radinho na mão.


                                         Tinha que fazer ameaça,
                                         que é pra poder ter mais graça,
                                         como toda relação,
                                         tinha que ser dolorido.


                                         Rasgar um pouco meu vestido,
                                         depois me pedir perdão,
                                         e como em todo melodrama,
                                         terminar na minha cama,
                                         até por falta de opção.

Tanto amor em mim, e em ti, nem tanto.







                                          Solidão não cura com aspirina.
                                          Tanto que eu queria o teu amor.
                                          Vem me trazer calor.
                                          Me vestir de douçura.
                                          Sexo também é negócio.
                                          O melhor da vida é isso.


                                          Minha cara, minha menina.
                                          A saudade ainda vai bater no teto.
                                          Até um canalha precisa de afeto.
                                          Dor não cura com penicilina.


                                          Meu amor, minha menina.
                                          Tanto que eu queria o teu amor.
                                          Tanto amor em mim,
                                          e em ti, nem tanto.
                                          Há mais solidão no aeroporto.
                                          Que num quarto de hotel barato.


                                          Telefone não basta ao desejo.
                                          Se bem que o mar as vezes muda.
                                          Não suporto livros de auto ajuda.
                                          Vem me ajudar, me dá seu bem.


                                          Meu amor, minha menina.
                                          Tanto amor em mim,
                                          e em ti, nem tanto.

quarta-feira, 6 de abril de 2011

A garota mais bonita que eu conheço






                                          A garota mais bonita que eu conheço,
                                          não é nenhuma miss,
                                          Nem engata olhares quando passa por ai.
                                          Ela nem se acha bonita.
                                          Acha graça e não acredita,
                                          Quando eu a digo assim.
                                          Ela não faz nada para ser bonita,
                                          não faz boa maquiagem,
                                          não usa jóias e nem roupas da moda,
                                          não vai a academia e nem tem belo manequim.
                                          Ela simplesmente sorri, e quando sorri,
                                          é a garota mais linda do mundo.

sábado, 2 de abril de 2011

Sexo, um assunto interessante não?



                                         Mente suja? insaciável? Ou apenas vivo por sexo?
                                         Um assunto interessante, não?
                                         Sexo sem vontade, não tem graça,
                                         fica bem melhor com muito tesão.
                                         Ter controle da situação, ou ser controlado?
                                         Independente de força ou não...
                                         Isso depende da posição.
                                         Agressivo ou carinhoso? E porque não ambos?
                                         Agressividade sem machucar, é sempre bom,
                                         e carinho agressivo, todo mundo gosta.
                                         Isso faz com que a pessoa mostre toda sua vontade,
                                         e revele quem ela realmente é.

quarta-feira, 30 de março de 2011




                            Você já se sentiu protegida, ao ponto de se entregar completamente?
                            Sem ter que se preocupar com o depois?
                            Corpos ardentes, olhares sedutores, e desejo a flor da pele.
                            Como se mais nada importasse naquele momento...
                            e confesso que nem depois me importava.
                            Aquele momento, que era tudo que você sempre imaginou.
                            Sorrisos depois de momentos lindos, abraços e decalarações.
                            Onde você queria que aqueles dias jamais acabassem...
                            Que todos os dias da minha vida, fossem iguais aqueles.
                            E querendo ou não, tu já se acostumou com tudo aquilo,
                            E quando esses dias já não existem mais,
                            você fica completamente perdida...
                            Sem saber saber aonde ir e o que fazer, pelo simples fato de que,
                            Aqueles dias foram os melhores da tua vida.
                          
                           
                           

    

terça-feira, 29 de março de 2011

Destino? Quem sabe.



                                 A pessoa entra na nossa vida do nada,
                                 no começo de tudo, já formamos um filme em nossa cabeça.
                                 Assim que começamos a conhecer ela realmente...
                                 Percebemos que ela tem o dom de mudar nossa vida,
                                 de todas as formas...
                                 Nos encantamos com ela de uma forma inexplicável,
                                 E de começo, já desejamos nunca mais perder essa pessoa.
                                 Uma pessoa linda, quanto por dentro, como por fora.
                                 Uma pessoa que não tem medo de nada, apenas de amar e sofrer.
                                 Uma pessoa que nos deixa boba, com vontade de grudar nela,
                                 e jamais desgrudar.
                                 Essa é a Luana, no meu ponto de vista.

segunda-feira, 28 de março de 2011

Madrugada...



                                 Em uma madrugada vazia,
                                 com minha sempre companheira nicotina,
                                 em uma sacada, onde não há maneiras de fugir do vento.
                                  Madrugada vazia mesmo, sem sombras de pessoas na rua,
                                  e nem barulhos de motores de carros.
                                  Somente o som forte do mar.
                                  Mentes viajantes, minha, é claro!
                                  Sem destino algum, simplesmente vazia.
                                  Fico observando ruas e mais ruas,
                                  e novamente me pergunto:
                                  Aonde vão parar as pessoas de uma pequena cidade macabra?
                                  Será eu a única pessoa que ama a companhia da madrugada?

Mas também por homens.



                                        Gosto também de homens, mas não somente deles.
                                        Quem nunca sentiu atração pelo mesmo sexo?
                                        Sim, eu senti, e sinto até hoje, e não é pouco.
                                        Não apenas atração e sim desejos e amor.
                                        Mas também por homens.


                                        Homens, algo bruto e forte.
                                        Com pequenos momentos de delicadezas.
                                        Mas não necessariamente, apenas homens.


                                        Gosto de mulheres, sabem o que realmente as outras querem.
                                        Sabem o que dizer, o que fazer, e aonde tocar,
                                        onde muitos homens não sabem,
                                        Mas...Gosto também de homens.

sexta-feira, 25 de março de 2011

Distância.

          

                 Não poderia existir distância entre duas pessoas que se desejam.
                 Não poderia existir nada em que pudesse afastar esses dois seres que
                 sentem a mesma vontade um pelo outro.
                 Mas independente de distância, e de não poder suprir esse desejo,
                 é inevitável.
                 O desejo e a vontade, surgem do nada,
                 Quando menos esperamos e quando menos queremos.
                 Quem nunca desejou alguém segundos antes de dormir?
                 Se existe, é porque nunca realmente sentiu vontade.
                 Telefonemas, respirações ofegantes matam ao desejo?
                 Por um momento pode ser, até você realmente acordar,
                 que simplesmente a vontade volta, e a única coisa que você consegue se focar,
                 é de alguma maneira possível, pelo menos enganar o desejo.

Em uma manhã...






                    Em uma manhã extremamente fria,
                    Ao som de pássaros cantando                                  
                    caminho em uma rua onde pessoas somente passam.
                    Com um sol, que não queima e sim aquece,                                   
                    sem notar que ele está ai, mas de certa forma sei que está presente.
                    Vizinhos fingindo serem simpáticos, sorrisos falsos e olhares fuzilantes.
                    Aonde foi parar a simplicidade de uma vida?
                    Aonde pessoas queridas se reuniam em uma manhã fria...?
                    Aonde esse mundo vai parar com tanta falsidade?

quinta-feira, 24 de março de 2011

Confiança.





                                         Separados por destino? Não!
                                         Separados por distância? Talvez!
                                         Mas sim separador por medo,
                                         Medo de amar, medo de ser feliz,
                                         Medo de se entregar, ou de confiar a tua vida à alguém.


                                         Lembra como tudo começou?
                                         Com sonhos, melasões e amor?
                                         Com você tudo era diferente...
                                         Eu doei meu coração a você,
                                         E o que você fez com ele?
                                         Simplesmente não quis mais,
                                         e como se não fosse nada, jogou fora.


                                         E hoje me sinto vazia, sem futuro...
                                         E tudo isso, porque confiei na pessoa que amei,
                                         E onde eu errei? Em ter te conhecido...
                                         E você ter se tornado tudo para mim.






Felicidade...








          Felicidade, é se contentar com as simples coisas da vida.
          Um simples sorriso, um olhar, um toque, um luar.
       
          Felicidade é não ter medo de viver, fazer o que tiver vontade,
          mesmo que não esteja ao seu alcance, é ter coragem.

          Sentar na areia e ver um pôr-do-sol, e dizer que aquele momento,
          é o mais perfeito de toda a sua vida.

          É simplesmente ver a vida com seus próprios olhos, pensar que nesse mundo,
          nada é impossível, apenas basta você querer ter felicidade.

quarta-feira, 23 de março de 2011

A questão de ser quieta...




                 A questão de ser quieta...
                 Pode parecer estranho para algumas pessoas.
                 Mas exatamente por que? Pelo simples fato de ser quieta?
                 Algumas pessoas simplesmente gostam de guardar seus
                 pensamentos para elas mesmas.
                 E não dizer o que pensa é errado?
                 Não quando você não fere alguém...
                 E se por um momento eu abrisse minha boca, e dela saisse apenas absurdos,
                 a quem eu dissesse, ferir-se?
                 Por isso sou quieta, se é que me entende.
   

terça-feira, 22 de março de 2011

Ao meio dia...

 


                       É meio dia, e onde foi parar as pessoas?
                       Ruas sempre lotadas, e porque vazias ao meio dia?
                       Ao meio dia elas morrem e ressucitam mais tarde?
                       Elas ficam em casa, ou simplesmente fogem do sol?
                       Ah! E falando do sol, que sol é esse?
                       Aonde à anos atrás crianças brincavam ao meio dia,
                       hoje é impossível ficar lá por mais de cinco minutos.
                       O que está acontecendo com o clima desse mundo louco?
                       Ou já estamos no inferno? Pois tenho quase certeza que o céu não é assim.
                       Tudo bem, voltei ao mundo real,
                       Aonde existe aquecimento global, um sol que queima teu corpo,
                       ao ponto de criar bolhas e onde não existe mais nariz gelado,
                       com a ponta vermelha, por causa do frio, pelo menos isso, não aqui.
                       Ah! Claro, as pessoas somem ao meio dia.

segunda-feira, 21 de março de 2011

Lembranças, são apenas lembranças?



              Lembranças, são apenas lembranças?
              E se algum dia eu te disser que ainda amo você?
              Anos separados, e pelo menos uma vez ao dia lembro de ti,
              O que isso quer dizer?
              Me pego lendo todas suas cartas e sabe o que sinto?


              Saudade, saudade do modo que me olhava,
              do modo que me abraçava, do modo que me amava.
              O sentimento mais forte e sincero que já senti até hoje.
              E me diz, porque somes de mim?
              Eu sou a pessoa que mais te quer bem,
              depois de tudo, ainda tens dúvida disso?
              O que quer que eu faça para te provar?


              Sou capaz de tudo, para dessas lembranças,
              Sermos apenas eu e você novamente.

Coisas que faço somente comigo mesma.


   
                   Toda noite antes de dormir, meus pensamentos voam.
                   E sem perceber, começo a me imaginar nua em uma cama qualquer.
                   Dependendo do dia, nessa cama tenho companhia, algumas noites não...
                   E simplesmente sinto vontade de mim mesma,
                   Meus toques, meus arranhões e apertos,
                   são tudo que eu mais quero naquele momento.
                   Minhas imaginações vão mais além do que devem,
                   minhas mãos deslizando fortemente em meu próprio corpo.
                   Em partes sensíveis, e isso faz com que fique mais excitante.
                   E minutos depois, orgasmos é algo inevitável.

Sombras...



             Em uma simples sombra qualquer de um quarto,
             Vejo a simples sombra de um corpo,
             Onde se move delicamente, tirando peça por peça de roupa.
             É algo tão lindo, que chego a esquecer que existe um mundo em nossa volta,
             Por mim, meu mundo séria apenas aquela sombra de um corpo.
             Ah! Se eu pudesse toca-lá!
             Sentir cada milimêtro de puro desejo,
             Sentir aquela pele macia junto a minha.
             Toque de lábios, e mãos com vida própria.
             Ah! Sombra de um corpo, se tu soubesse como te desejo!
             Você não iria mais refletir através de sombras para mim,
             Por medo que um dia eu te trancasse nesse teu quarto escuro,
             e de um simples corpo delicado, sermos dois, ocupando o mesmo lugar no espaço.

sexta-feira, 18 de março de 2011

O mundo de sonhos...






Eu também fingia para todos que eu era feliz, e que estava tudo bem.
Sabendo que no fundo, eu estava morta,
apenas com vontade de me trancar num quarto escuro...
ao ponto de não sair mais dele. Jamais!
Então disso tudo, criei um mundo apenas meu.
Onde tudo pode acontecer, basta querer e sonhar.
Onde não existe violência, e essas coisas fúteis de um mundo real.
No meu mundo, as pessoas vivem por outras pessoas,
em questao de sentimentos, e nele...
eu posso demostar o que realmente sinto,
sem ter medo do que as pessoas vão pensar nisso.
Então eu te digo:
Crie um mundo somente teu, onde tu pode mandar nele.
Ou se quiser, te dou um cópia da chave do meu mundo
e quando tu se sentir assim...
Entre nele, e sinta-se à vontade.

Coisas que jamais havia sentido.



                          Tudo começou com um simples toque,
                          depois disso, as mãos dele pareciam ter vida própria.
                          O mais estranho, que bastava ele me tocar
                          que em fração de segundos minha respiração parava
                          e pensar ou reagir naquele momento, era algo impossível.


                          Cheguei a pedir para ele parar muitas vezes,
                          pois eu sabia que se aquilo continuasse, eu não iria resistir,
                          e me entregar naquele momento, era algo que me dava medo.
                          Me afastava, mas algo estranho me puxava ao corpo dele.
                          Algo que nunca havia sentido, era muito mais forte que eu.
                          E quando percebia, meu corpo e o dele, eram apenas um.


                         Houve o momento que simplesmente disse:
                         -Sou tua, me entrego completamente.
                         Ele me domando, algo forte e ao mesmo tempo delicado.
                         Enquanto ele entrava em mim, me acariciava.
                         Olhando em meus olhos, e sussurrando em meu ouvido,
                         o quanto sou importante para ele.

quinta-feira, 17 de março de 2011

Ninguém sabe.






                                                Hoje acordei animada, com vontade de conhecer
                                                um mundo novo, diferente do que vivo, muito mais
                                                prazeroso.
                                                Experimentar coisas novas. E por que não pessoas
                                                novas?
                                                Mas não simplismente experimentar, e sim usufruir
                                                delas. E por que não continuar com elas?
                                                Não sabemos o dia de amanhã, não é? E os
                                                segundos restantes de um dia?
                                                Um simples segundo pode mudar uma vida. E
                                                por que não um novo amor? Sempre é bom!

Sonhos, apenas sonhos.

                                 



                                               Você já sentiu muita sede?
                                               Então, bebeu um copo de leite?
                                               E dele, estava azedo?
                                               É assim que me sinto por dentro...
                                               Tenho chorado como uma criança indefesa há semanas
                                               Não sei mais o que é acordar, e ter motivo para sorrir,
                                               Pois era você que me fazia sorrir toda manhã...
                                               Sonho em acordar, e do meu lado te ver
                                               Em uma manhã de domingo fria,
                                               Vestir um velho moleton, e contigo caminhar sobre a areia fria e úmida.
                                               E desejar para sempre, que esse dia nunca mais acabasse.

Delírios.

                                                    

                                               Lembro de você me beijando,
                                               Descendo tuas mãos na minha cintura,
                                               Minha pulsação ficando rápida,
                                               E da minha respiração ficando cada vez mais forte.


                                               Do modo que você me olhava,
                                               Enquanto meu vestido erguia
                                               Das tuas mãos entre minhas pernas,
                                               E eu querendo ser apenas tua.


                                               Do seu calor entrando em mim.
                                               Eu quase sem ar e você respirando ao meu ouvido
.                                              Querendo que aquele momento durasse para sempre,
                                               Onde duas pessoas fossem eternamente uma,
                                               Apenas liberando seus desejos sexuais.