terça-feira, 26 de abril de 2011







  Há algum tempo atrás, liberdade de expressão, era algo extremamente proibido, pessoas deveriam esconder o que elas realmente eram, fazer coisas que eram obrigadas, e esquecer o que realmente queriam fazer.
  Proibir pessoas de serem o que elas são de verdade, é absurdo, dizer o que fazer, o que sentir...em que mundo estamos?
  Pessoas devem fazer tudo que sentem vontade, sentir tudo que devem sentir, sem ter medo de rótulos, preconceitos e descriminação.
  Então se tu é homossexual, negro, modificada, ou tem algum problema físico ou mental, não tenha vergonha disso! Seja o que você realmente é, mostre para as pessoas as tuas vontades e sentimentos, não esconda isso de ninguém, pois se tu se esconder de si mesmo, quem vai sofrer, vai ser apenas você, e pessoas não terão orgulho de ti, pois sabem que tu está mentindo e tem vergonha do que realmente é!
  Seja o que tu tem vontade de ser, e lute por seus ideais.

domingo, 24 de abril de 2011

Do que seria de mim sem você?







                                          Um simples afeto, um carinho.
                                          Que aos poucos conquista uma pessoa por inteira.
                                          Do que seria uma simples amizade,
                                          hoje em dia é tudo.
                                          Muito mais que uma amizade.


                                          Assim que você acorda, teus pensamentos...
                                          São apenas de uma pessoa.
                                          Teus únicos desejos, são apenas dela...
                                          E em questão de segundos, você percebe que,
                                          ela se tornou a tua vida.


                                          Do que seria de mim sem você?
                                          Há alguns meses atrás eu conseguia viver sem a tua presença.
                                          E hoje? Minhas manhãs. tardes e madrugadas,
                                          não teriam mais graça se você não existisse.
                                          E o que seria uma amizade,
                                          Hoje...é o meu amor!

Românticos são poucos.






                                          Românticos são poucos,
                                          românticos são loucos, desvairados.
                                          Que querem ser o outro,
                                          que pensam que o outro é o paraíso.


                                          Românticos são lindos,
                                          românticos são limpos e pirados.
                                          Que choram com baladas,
                                          que amam sem vergonha e sem juizo.
                                          São tipos populares, que vivem pelos bares.
                                          E mesmo certos, vão pedir perdão.
                                          E passam a noite em claro,
                                          conhecem o gosto raro,
                                          de amar sem medo de outra desilusão.
                                          Românticos é uma espécie em extinção.

quarta-feira, 13 de abril de 2011

Melodrama.








                                         Eu sou uma mulher espantada.
                                         O amor me molha toda,
                                         me deixa com dor nas costas.
                                         E diz no fundo que gosta,
                                         e no fundo ele tem razão.


                                         O amor tinha que ser mais uma contradiçao,
                                         tinha que ser verdadeiro, confuso ou biscateiro,
                                         como em toda situação.


                                         Tinha que ser remorso,
                                         e um querer e não posso, e toda essa aflição.
                                         Tinha que me dar pancadas,
                                         e eu cantar ''não dói nem nada'',
                                         com um radinho na mão.


                                         Tinha que fazer ameaça,
                                         que é pra poder ter mais graça,
                                         como toda relação,
                                         tinha que ser dolorido.


                                         Rasgar um pouco meu vestido,
                                         depois me pedir perdão,
                                         e como em todo melodrama,
                                         terminar na minha cama,
                                         até por falta de opção.

Tanto amor em mim, e em ti, nem tanto.







                                          Solidão não cura com aspirina.
                                          Tanto que eu queria o teu amor.
                                          Vem me trazer calor.
                                          Me vestir de douçura.
                                          Sexo também é negócio.
                                          O melhor da vida é isso.


                                          Minha cara, minha menina.
                                          A saudade ainda vai bater no teto.
                                          Até um canalha precisa de afeto.
                                          Dor não cura com penicilina.


                                          Meu amor, minha menina.
                                          Tanto que eu queria o teu amor.
                                          Tanto amor em mim,
                                          e em ti, nem tanto.
                                          Há mais solidão no aeroporto.
                                          Que num quarto de hotel barato.


                                          Telefone não basta ao desejo.
                                          Se bem que o mar as vezes muda.
                                          Não suporto livros de auto ajuda.
                                          Vem me ajudar, me dá seu bem.


                                          Meu amor, minha menina.
                                          Tanto amor em mim,
                                          e em ti, nem tanto.

quarta-feira, 6 de abril de 2011

A garota mais bonita que eu conheço






                                          A garota mais bonita que eu conheço,
                                          não é nenhuma miss,
                                          Nem engata olhares quando passa por ai.
                                          Ela nem se acha bonita.
                                          Acha graça e não acredita,
                                          Quando eu a digo assim.
                                          Ela não faz nada para ser bonita,
                                          não faz boa maquiagem,
                                          não usa jóias e nem roupas da moda,
                                          não vai a academia e nem tem belo manequim.
                                          Ela simplesmente sorri, e quando sorri,
                                          é a garota mais linda do mundo.

sábado, 2 de abril de 2011

Sexo, um assunto interessante não?



                                         Mente suja? insaciável? Ou apenas vivo por sexo?
                                         Um assunto interessante, não?
                                         Sexo sem vontade, não tem graça,
                                         fica bem melhor com muito tesão.
                                         Ter controle da situação, ou ser controlado?
                                         Independente de força ou não...
                                         Isso depende da posição.
                                         Agressivo ou carinhoso? E porque não ambos?
                                         Agressividade sem machucar, é sempre bom,
                                         e carinho agressivo, todo mundo gosta.
                                         Isso faz com que a pessoa mostre toda sua vontade,
                                         e revele quem ela realmente é.